quarta-feira, 23 de abril de 2008

até breve

O medo submerge
o corpo inerte
em águas escuras.
Sensações subseqüentes
silenciam o pulsar
quase inexistente do coração.
A respiraçõa supensa, entre o até breve e o nunca mais,
tenta,
mas não volta.
O tique-taque do relógio não pára.
Os passos impacientes das horas avançam.
Chegamos ao marco zero do nosso encontro.
Sem ter aonde ir.
Sem por que ficar.
É agora o momento, o inevitável:
o adeus.


See you soon

Fear immerses
the inert body
in dark waters.
Feeling subsequent
silence the pulse
almost nonexistent from the heart.
The breathing suspended between the short and never even more,
attempts,
but not back.
The beat does not stop the clock.
The steps impatient hours of progress.
And that's the scratch of our March meeting.
Without Tuesday where to go.
Without that remain.
Now is the time, inevitable:
the goodbye!

3 comentários:

huzefa disse...

nICE BLOG

CB-curious boy disse...

esse é bonito tambem! e o legal é que tem a versao em ingles tambem! muito legal isso!

Anônimo disse...

Adoro seu Blog.
Dei por ele numa ronda pela blogesféra.
Saudações blogueiras
www.limiano41.blogspot.com


Viajante,
Não sou poetisa ou poeta.
Mas as palavras merecem um espaço além dos pensamentos,
do aquém túmulo da boca.
Depois de anos guardando-as, depois de incentivos amigos,
Ei-las aqui para quem as desejar ler, rechaçá-las,
guardá-las ou apenas fazer uma visita
ao espaço das palavras inquietas, assanhadas
amantes, amadas e
solidárias. Na verdade, apenas minhas palavras.
Aos que se aventurarem em sua companhia:
Boa Viagem!!!!!


Traveller,

I am not poet.
But the words deserve a space beyond the thoughts,
below the mouth of the tomb.
After years of saving them, after incentives friends,
Hey them here for those who want to read, rejected them,
save them or just make a visit
the area of words worried, exceted
lovers, and loved
solidarity. Actually, just my words.
For those who venture into whether his company:
Good travel !!!!!!!!!!